O sexo anal é cercado por um poderoso tabu. Milhões de homens e mulheres – heterossexuais, gays e bissexuais – estão experimentando o sexo anal. O ânus, ricamente dotado de terminações nervosas e interligado com os principais músculos pélvicos, é o vizinho erógeno mais próximo das genitais e contrai ritmicamente durante o orgasmo.

No entanto, o tabu anal inibe a maioria das pessoas de pensar, falar e aprender sobre o uso sexual do ânus. Aqui está listado 7 principais coisas que a maioria dos homens e mulheres ainda não sabem sobre sexo anal.

Sexo anal: 7 coisas que quase todo mundo quer saber #1 – A relação sexual anal é a forma menos praticada de sexo anal.

Existem muitas maneiras de desfrutar o ânus eroticamente. As técnicas mais comuns incluem tocar a abertura anal enquanto se masturba ou estimular o ânus de um parceiro durante a relação sexual ou sexo oral.

Algumas pessoas apreciam a sensação de um dedo insinuando em sua abertura anal e suavemente sendo girado.

Melhorando sua vida sexual através da masturbação
Sexo na terceira idade – Como melhorar o desempenho sexual

Sexo anal: 7 coisas que quase todo mundo quer saber #2 – Estimulação anal, incluindo relações sexuais, não é doloroso se feito corretamente.

A crença de que a estimulação anal, especialmente a relação sexual, tem que machucar é um mito persistente e perigoso. Assim como a dor em qualquer parte do corpo indica que algo está errado, assim é o mesmo verdadeiro na área anal. Com sua alta concentração de terminações nervosas, o ânus pode produzir agonia extrema quando é maltratado. No entanto, pode ser uma fonte de grande prazer.

Quando um dedo, objeto ou pênis é introduzido no ânus, os músculos anais entram em espasmo, como se lutassem contra uma invasão. Sob estresse suficiente, eles acabarão por entrar em colapso e a dor diminuirá, a menos que seja feito mais dano. O prazer anal máximo requer a eliminação de toda a dor ou trauma físico da experiência anal. Auto-proteção por parte do parceiro passivo envolve estar pronto para dizer “não” até que ele ou ela esteja pronto para prosseguir.

Sexo anal: 7 coisas que quase todo mundo quer saber #3 – Sexo anal pode ser apreciado mesmo se foi desconfortável no passado.

A tensão anal crônica é a causa mais comum de desconforto anal durante o sexo. Hemorróidas e constipação são geralmente um sinal desta condição. A tensão pode ser aliviada tocando o ânus e tornando-se mais familiarizado com ele. Um momento ideal para explorar a abertura anal é enquanto toma um banho.

Sexo anal: 7 coisas que quase todo mundo quer saber #4 – Estimulação anal pode levar ao orgasmo

sexo anal

Uma minoria de homens e mulheres pode responder orgasmicamente ao sexo anal sem estimulação genital direta. As mulheres provavelmente o fazem por meio de contrações do músculo pélvico. Quando os homens experimentam um orgasmo de estimulação anal, eles tendem a se concentrar na próstata. Sem dúvida, eles também estão respondendo a estimulação indireta do bulbo do pênis.

Os orgasmos da estimulação anal são mais prováveis de ocorrer quando os participantes se tornam completamente absorvidos em suas sensações e fantasias.

Sexo anal: 7 coisas que quase todo mundo quer saber #5 – A dieta contribui para o prazer do sexo anal

Os movimentos intestinais regulares são a principal função do ânus e reto. Deve haver fibra suficiente na sua dieta para deixar suas fezes moles, volumosas e bem formadas. Isso permite que um movimento intestinal seja produzido sem força ou esforço. As evacuações forçadas irritam os tecidos anais, causando desconforto. Frutas frescas, legumes e grãos integrais são fontes importantes de fibra.

Sexo anal: 7 coisas que quase todo mundo quer saber #6 – Regras de higiene

Uma vez que a relação sexual pode ser vaginal ou retal, muitas pessoas assumem que as mesmas regras se aplicam à penetração da vagina. No entanto, elas são radicalmente diferentes. O reto não é reto. Após o curto canal anal que conecta a abertura anal ao reto, o reto se inclina para a frente do corpo.

Uma pessoa pode aprender sobre a forma de seu reto inserindo suavemente um objeto macio, tentando diferentes ângulos e posições do corpo e concentrando-se em como se sente. Certifique-se de que o objeto tenha uma base alargada para não perder ele lá dentro.

O reto não produz lubrificação como a vagina, mas apenas uma pequena quantidade de muco. Portanto, a penetração retal sempre requer um lubrificante. Os aditivos químicos devem ser evitados. Os lubrificantes à base de água são compatíveis com látex.

A função principal do reto é agir como uma passagem para fezes. Mas as fezes não são normalmente armazenadas no reto exceto imediatamente antes de uma evacuação. Ainda pequenas quantidades podem permanecer no reto, especialmente se as fezes não estão bem formadas. Inserir o chuveirinho antes de fazer amor vai ajudar algumas pessoas especialmente preocupadas com a limpeza a relaxar.

Sexo anal: 7 coisas que quase todo mundo quer saber #7 – O sexo anal pode ser perfeitamente seguro.

Nenhuma lesão física decorrente da estimulação anal resulta se ambos os parceiros se recusarem a tolerar a dor, nunca usar a força e evitar o uso de drogas.

Para evitar DSTs, o sexo anal não deve ser praticado casualmente. Aqueles que gostam de relações sexuais anais devem sempre usar um preservativo. É claro que, em um relacionamento monogâmico com duas pessoas saudáveis, o risco de doença transmitida analmente é reduzido.

Voltar para lista

Deixe um comentário