O orgasmo pode ser definido de várias formas, todas elas se resumem em uma sensação de grande prazer. Ele causa um aumento nas batidas do coração e outras sensações agradáveis por todo o corpo e na mente.

Ele difere de mulher para mulher e por mais que um grande número de pessoas nunca tenham experimentado essa sensação, muitas vezes até duvidando se ela existe, pesquisadores afirmam que existe. Cada pessoa sentirá coisas diferentes, mas a sensação em geral é se que os mamilos ficam mais rígidos, a vagina se contrai e depois relaxa. Alguns sites comparam a sensação após o orgasmo como se o corpo fosse anestesiado por alguns segundos.

Sem dúvidas é uma sensação incrível, mas que para algumas pessoas não é tão fácil conseguir. E caso a mulher não esteja conseguindo alcançar o orgasmo, essa energia acumulada pode causar impaciência e nervosismo, afetando outras áreas de sua vida pessoal. Por isso é importante saber o que está impedindo a chegada do orgasmo, para solucionar o problema.

Perder a concentração na hora do sexo

Um dos maiores vilões que bloqueiam a chegada do orgasmo é a ansiedade e o estresse. O pensamento da mulher precisa estar focado no que está acontecendo naquele momento, para poder ajudar o parceiro a notar quais são as áreas que mais geram prazer nela. As mulheres são diferentes dos homens na hora da excitação, elas precisam de mais estímulos. Uma forma de estar focada na relação sexual é tentar relaxar através de um banho, ouvir uma música ou ganhar uma massagem do parceiro.

O cansaço também pode afetar a performance na cama, normalmente é causada pelos problemas do dia a dia e problemas de saúde. Quando o cansaço acontece esporadicamente é normal, mas se a fadiga é algo constante, é importante procurar um médico para analisar o que está acontecendo.

Baixa Auto-Estima

A baixo auto-estima causa sentimentos de inferioridade na mulher, fazendo ela sentir vergonha do seu próprio corpo e preocupando-se excessivamente na hora do sexo. Dessa forma, a dificuldade em alcançar o orgasmo é maior, pois ela não vai sentir vontade de explorar seu próprio corpo para saber o que faz ela sentir prazer.

Em situações assim a mulher costuma fingir o orgasmo, mas isso não é saudável para ela nem para o parceiro, por isso a melhor forma é procurar ajuda terapêutica para eliminar esse bloqueio em relação ao seu próprio corpo.

A solução pode ser a masturbação, veja os benefícios de se masturbar, aqui. Ao se masturbar a mulher consegue conhecer o próprio corpo e saber quais são áreas que a satisfazem, conseguindo chegar ao orgasmo de forma mais intensa.

O medo de não conseguir satisfazer o companheiro ou até mesmo ficar apreensiva por não conseguir ter um orgasmo, faz com que atrapalhe o desempenho também. A dica é não criar expectativas que podem não acontecer.

Falta de vontade de fazer sexo

Se o parceiro não excita a mulher ou se a mulher não se sente atraída por ele existem algumas coisas que podem ser feitas para mudar esse cenário, leia o artigo que fala sobre como aumentar o desejo sexual das mulheres, aqui.

O sexo não é uma obrigação. Então para o sexo ser agradável a mulher tem que estar bem consigo mesma, confortável na relação. É muito importante não esperar que o sexo visto em filmes vai ser o mesmo da vida real.

Saúde debilitada

Alguns remédios fazem com que a mulher perca a vontade de fazer sexo e isso dificulta o caminho para chegar no orgasmo. Os antidepressivos, por exemplo, alteram os hormônios que dão a sensação de bem-estar. Outros remédios causam sonolência e desconforto físico, deixando o sexo menos gostoso.

As infecções na vagina causam desconforto e dor para a mulher, isso interfere no prazer sexual. A diabetes também altera os hormônios e reduz a sensibilidade da mulher.

Doenças psicológicas podem atrapalhar a concentração da mulher, prejudicando o relaxamento do corpo e impedindo o orgasmo. O álcool e o cigarro também são hábitos ruins que além de prejudicar a saúde, causam uma grande queda na libido.

Período menstrual

A vontade de ter relações sexuais não é sempre constante nas mulheres. Por exemplo, na semana da menstruação, a libido fica maior devido aos hormônios que são liberados, com o aumento do fluxo de sangue nas áreas íntimas a mulher fica mais sensível e é mais fácil chegar ao orgasmo.

Mas na metade no ciclo, quando ocorre a ovulação, é uma fase mais difícil para conseguir o orgasmo, devido à tensão pré menstrual e cólicas. Por isso, muitas pessoas evitam ter relações sexuais nesse período. Os anticoncepcionais fazem com que a libido diminua.

chegar ao orgasmo

Caso a mulher ainda não consiga chegar ao orgasmo ultrapassando as barreiras mencionadas no artigo, pode ser bom considerar o uso de um suplemento natural e seguro que pode ser a solução de todos os problemas sexuais. No site da Virectil existem vários tipos de afrodisíacos e estimulantes. Visite o site e confira as recomendações.

Voltar para lista

Posts Relacionados

Deixe um comentário